ESTAI PREPARADOS PARA RESPONDER...



"Antes, santificai ao SENHOR Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós," 1 Pedro 3:15

Às vezes temos a tendência de supor que os povos que viveram há 2.000 anos eram bastante incultos. Isso é verdade com relação a algumas áreas do conhecimento, mas o fato é que eles tinham bom domínio em outras, e aplicavam muito bem esse saber. Os judeus do primeiro século eram um povo inteligente, com forte senso de apreciação da cultura. (1984 William L. Coleman.)

É natural que levemos em consideração o "iletrados e o indoutos" de Lucas (At. 4:13) a nível de analfabetos. Somos facilmente levados pela sedução do misticismo; e quando ela nos toma, surgem muitas novidades, novas doutrinas, novas releituras (bíblicas), novos conceitos e por aí vai.
E é justamente o conceito de: "quanto mais néscio, mais iluminado é" que Pedro refuta em seu conselho.

"Antes, santificai ao SENHOR Deus em vossos corações…"

Pedro é a principal personagem que mais sofre quando um pregador imprudente quer justificar a sua falta de interesse pelo conhecimento. Ele se diz santo, iluminado e capaz; pelo simples motivo dele "orar", "jejuar" e "servir uma determinada ordem eclesiástica".
Pedro nos mostra que a santificação do Espírito é antes de tudo; porém, não é tudo. "Antes", pressupõe que há algo depois.
Por isso que quando o meu ser (coração) é tomado pelo Espírito, ambos caminham em consonância.
Um coração (razão) que o Espírito Santo (fé) administra é algo tremendo.

"E estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós"
Essa segunda etapa é desprezada porque ela exige conversão, piedade, responsabilidades, renúncias, humildade etc.

O mundo que pretendemos "evangelizar" tem competência suficiente para nos evangelizar. Quero dizer que: O preparo que Pedro está se referindo não é uma função imposta por um conselho, uma iluminação isolada ou um breve período de emoção. O preparo é racional.

A Fé da igreja não é fideísta (Kierkegaard), não se trata de um pulo no escuro; a fé bíblica pode ser gerada (pela palavra) transferida (pela pregação) e  explicada (pela razão).

Comparar um homem (do primeiro século) que pertencia a um povo que adquirira as ciências dos egípcios, dos babilônicos, dos persas e dos greco-romanos com o homem comum de hoje, seria um absurdo. Não que Deus não use; Deus é Soberano. A questão trabalhada por Pedro é a doutrinação; onde um só é o detentor da Verdade e não haja quem o indague.

Se porventura o seu relacionamento com O Deus da bíblia não é um faz de conta, é autêntico; seja um bereano, a massa passa e te abandona. A esperança em Cristo te acolhe.

Que Deus nos abençoe!

Tecnologia do Blogger.